windows 10

Windows 10: O Último ou apenas mais um ?

Na última semana, o engenheiro de software Jerry Nixon, teceu um comentário bastante interessante e que no mínimo intriga os usuários do maior sistema operacional do mundo. Ele disse: “nesse momento, nós estamos liberando o Windows 10, e pelo fato dele ser a última versão do Windows, nós ainda estamos trabalhando no Windows 10”. Quando o engenheiro de software disse isso para a platéia, muitas pessoas ficaram totalmente assustadas. Dá pra imaginar, o Windows 10 ser o último lançamento de sistema operacional da Microsoft – a maior empresa de software do mundo? Na verdade, aquela frase tinha um sentido: ele queria dizer que o Windows, como conhecemos hoje – principalmente, com versões que marcaram a evolução da computação pessoal –, deixará de existir. Ou seja, o Windows 10 vai ser talvez a última versão que vai ter algum tratamento especial pela Microsoft. A partir de então, o que se pretende é transformar o Windows em um serviço, isso quer dizer que haverá prestação desse serviço constantemente, principalmente com atualizações regulares e quiçá mensalmente. COMO COBRAR POR ISSO?             No mundo contemporâneo as empresas buscam formas alternativas de sucesso, além tentar facilitar a vida ao máximo de toda a população. Isso aconteceu, por exemplo, com o site de vídeos e conteúdos youtube, onde este passa a fornecer as músicas gratuitamente e como proventos busca arrecadar através de propagandas. Isso foi uma grande inovação no mercado digital, principalmente no que tange a música digital. Já o Windows,windows 10- tela inicial para vir com um novo conceito para a sua área. A partir de então, estuda-se uma cobrança de assinatura. O melhor exemplo disso é o Office 365, que você compra através das assinaturas anuais para usar. Por isso, talvez um boato de fornecer atualização, do sistema operacional, gratuita para todas as pessoas. Isso facilitaria, posteriormente, uma cobrança pelos serviços, já que estaria unificados todos no mesmo programa. Isso, consequentemente, tornaria o software um verdadeiro serviço e a lucratividade e rentabilidade poderia ser ainda maior para a Microsoft. Tal inovação também poderia reduzir drasticamente os usuários dos programas piratas, desde que cobrasse um preço justo e digno pela manutenção do serviço. Mas todas as mudanças devem ser feitas com precaução, para que não abra brechas para novos sistemas. Na verdade, é isso que pensa a empresa norte-americana. Por isso que muitas vezes, a empresa libera lentamente e de forma particularizada as suas informações, sempre nos intrigando. Não éWindows-10-todos novidade que a Microsoft levará o Windows 10 para todos os aparelhos que você utiliza atualmente, como: tablets, smartphones e computadores. Para isso, a empresa criou os aplicativos universais, e que abre a partir do aparelho que o usuário está usando no momento.   Podemos observar a Microsoft bastante motivada para criar novos conceitos na produção de softwares de computação que vão desde a sua nova atualização como as maneiras de cobrança. Isso só tende a alinhar a empresa ao mundo contemporâneo, onde a facilidade e a objetividade tende cada vez mais aumentar.

Compartilhe com seus amigos !Share on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail to someone